Chat with us!

Do insight ao briefing: como agilizar a execução das suas ideias usando dados

Tirar as ideias do papel e colocá-las em prática pode ser um processo extremamente demorado e, muitas vezes, feito de maneira insuficiente, o que acaba não gerando os resultados esperados.

Para alguns profissionais do marketing, empresas e criadores de conteúdo, a falta de embasamento para consolidar uma campanha pode comprometer a qualidade dela. Mas, onde encontrar essa base de informações? Nos dados, é claro!

Por isso, selecionamos as principais dicas para quem deseja produzir conteúdos relevantes por meio de estratégias bem elaboradas através do uso de dados. Entenda mais lendo até o final!

O que são e de onde vem esses dados?

De todos os lugares! Ok, sabemos que isso é muito amplo. Mas para se ter uma dimensão da quantidade de informações geradas anualmente, a McKinsey divulgou um estudo produzido pela Dell EMC, o “The Digital Universe in 2020: Big Data, Bigger Digital Shadows, and Biggest Growth in the Far East”, revelando que, apenas em 2020, seriam disponibilizados cerca de 40 trilhões de gigabytes em dados. Achou muito? Imagina em 2022!

Mas, afinal, o que são essas informações? Elas representam nada mais, nada menos do que tudo o que você vê diariamente no universo online, seja nas redes sociais, no YouTube, no site da Winnin, nas TV's e em todos os dispositivos digitais existentes no mundo.

Com essa numerosa quantidade de dados existentes, é possível coletar, unir, organizar e compreendê-los através do Big Data, termo da tecnologia da informação (TI). Basicamente, Big Data refere-se a um mecanismo estratégico de análise, que ao cruzar tudo o que é coletado, permite a interpretação dos dados obtidos e, consequentemente, a obtenção de insights por meio deles.

Falamos dos insights, então, chegamos na estratégia? Ainda não! Antes de darmos sequência, é preciso compreender onde esses dados podem ser aplicados e as vantagens da produção de conteúdo data driven.

Por que criar conteúdos com base nos dados?

No marketing, independentemente se o seu objetivo é trazer o público para perto da sua marca, engajá-lo ou fazer com que ele compre aquilo que está sendo vendido, é fundamental saber como chegar nisso.

Não basta saber que uma publicação no Instagram performou melhor que a outra (teve mais likes ou comentários, por exemplo). É preciso entender como isso aconteceu, quais foram as diferenças entre o que deu certo e errado, saber ler os gráficos e traçar uma análise para que a próxima estratégia seja tão assertiva quanto ou até mais.

Alguns fatores que podem ser observados:

  • As ações do usuário no site;
  • Quais assuntos ou temas obtiveram mais engajamento;
  • Tempo de permanência na página;
  • Links que mais foram acessados;
  • Qual mídia recebe mais visitantes;
  • Quantos likes e views um vídeo recebeu.


Além do evidente aumento do engajamento, ao criar conteúdos relevantes com base nos dados, a assertividade nas ações gera brand awareness (reconhecimento da marca/produto/serviços).

Outros aspectos que podem influenciar na elaboração da sua estratégia

Entenda a sua persona: definir para quem você está criando conteúdo, o que seu público precisa e o que deve ser feito para suprir as suas dores é um bom começo para elaborar um plano estratégico.

Distribuição de conteúdo: é essencial ter compreensão de onde os conteúdos performam melhor, como por exemplo: o usuário assistiu o seu vídeo até o final? Ele comentou quantas vezes nos seus últimos posts? Esses fatores vão ajudar você a saber onde direcionar os investimentos da estratégia.

De olho na concorrência: o gramado do vizinho pode até não ser tão verde quanto o seu, mas verificar os seus pontos fortes e fracos traz muito aprendizado para aplicar no seu plano de ação.

Teste, teste e… teste: já testou? Testagens servem para descobrir o que funciona, o que pode ser melhorado e assim por diante. Com a ajuda dos dados, ainda, é possível mensurar e fazer análises mais profundas.

Qual ferramenta utilizar para verificar os dados?

Agora que a ideia está quase saindo do papel, está na hora de identificar e interpretar os dados. Para isso, existem muitas ferramentas que podem auxiliar na criação do seu conteúdo, como:

SEMrush - a plataforma fornece inúmeras informações sobre palavras-chave, contribuindo para o seu SEO.

Google Trends - possibilita a identificação de quais tendências estão em alta de acordo com assuntos e palavras-chave mais procuradas pelos usuários.

Google Analytics - coleta dados de acesso, comportamento e navegação em sites e aplicativos através de códigos de rastreamento e, depois, os disponibiliza em relatórios.

Winnin Insights - por meio de Inteligência Artificial e com foco em conteúdos de vídeo, a solução da Winnin permite a análise, o entendimento e a criação de estratégias data driven através da compreensão das tendências do seu segmento.


Quer saber mais?

Fale com um de nossos especialistas e entenda como os dados coletados pelo Winnin Insights podem contribuir com a criação de uma estratégia assertiva e te ajudar a elaborar um briefing completo para a sua equipe. Seria esse o seu sonho? Descubra clicando aqui.